X

As Giras de Umbanda

As Giras de Umbanda
As divisões dos mensageiros em diversos grupos, vibrações, regências, que os diferenciam.

Por Pai Alexandre Falasco

Falar das Giras de Umbanda é falar da essência do nosso ritual, do que diferencia a Umbanda de todas as outras religiões e a torna uma cultura única e singular, apesar de todas as influências que ajudaram a compor seus postulados.

Não estou falando das Linhas da Umbanda, que são 7 (sete), e sim das Giras que aparecem em maior número no ritual Umbandista e, claro, todas elas estão ligadas a uma destas 7 linhas da Umbanda, assim como cada Gira pode estar ligada a um determinado Orixá, ainda que não seja a manifestação do próprio Orixá, e sim de seus mensageiros.

As Giras de Umbanda são as divisões destes mensageiros em diversos grupos, vibrações, regências, que os diferenciam.

As Giras de Umbanda são as diferentes falanges de Espíritos de Luz, que trabalham juntos em uma vibração específica, facilmente identificada nos trejeitos e modo de trabalho destas Entidades.

São os Baianos, os Caboclos, os Pretos Velhos, os Boiadeiros, os Erês, os Marinheiros, os Exus, dentre tantas outras manifestações mágicas de grupos gigantescos que trabalham juntos, quer seja por pura afinidade, ou por se encaixarem naquela vibração para o melhor cumprimento de suas missões com os encarnados.

Na prática, são os diferentes "trabalhos" de Umbanda. Chamamos de "trabalho" o ritual periódico de atendimento onde médiuns incorporados destes Guias de Luz auxiliam as pessoas que a Eles recorrem. E estes Guias de Luz se dividem nestes grupos.

Chegado o dia deste trabalho, é chegada a hora de uma destas Giras acontecerem, ou seja, em cada trabalho uma destas falanges, um destes grupos de Entidades interligados por uma mesma vibração, cumprirá seu papel de Caridade.

 

No Barracão de Pai José de Aruanda, se realizam as seguintes Giras de Umbanda:

 

Pretos e Pretas Velhas

Caboclos de Oxossi

Mensageiros de Xangô

Mensageiros de Ogum

Baianos

Erês/Crianças

Linha d`Água (mensageiras de Iemanjá, Iansã, Nanã e Oxum)

Boiadeiros

Marinheiros

Ciganos

Gira do Seu Zé

Exus e Pombagiras

Exu-mirim

Você pode clicar em AS GIRAS DE UMBANDA e conhecer mais detalhes da cada uma delas.

 

 

Continue lendo nossos artigos e matérias.

Olubajé 2019 no Barracão

Tradicional passagem de Obaluaê na casa de Pai José emociona centenas de participantes.

16ª Festa de Oxóssi

2020, veja belas imagens desta que é a primeira festa do ano No Barracão de Pai José

Quarengira, a gira da Quarentena

O Barracão realiza giras virtuais para manter a união das boas vibrações.

© Copyright 2010 Giras de Umbanda - Todos os direitos reservados