X

Oxalá (Nkisi Lemba)

Oxalá (Nkisi Lemba)
O mais venerado dos Orixás. O Pai Maior.

Sincretizado com Jesus Cristo, é o maior dos Orixás cultuados na Umbanda. Sua imagem está no centro do congá de quase todos os terreiros, é o Orixá da paz, do branco, do poder e da superioridade espiritual. Pai dos demais orixás, foi o responsável pela criação do homem a partir do barro fornecido por Nanã. Corresponde, na tradição Angola, aos minkisi Lemba e Lembaraganga.

Dia da semana: Sexta-feira ou Domingo.

Saudação: E  o êpa Babá! Êpa êpa Babá!

Tradução: "Agradecemos e damos vivas ao Pai!" "Viva o Pai!"

Sincretismo: Jesus Cristo, Nosso Senhor do Bonfim.

Cores: Na Umbanda: Branco, Candomblé: Oxaguiã - branco e azul claro. Oxalufã - branco, marfim, pérola e chumbo.

Símbolos: Oxaguiã, espada e "mão de pilão"" em metal branco. Oxalufã, opaxorô, cajado de prata, chumbo ou metal branco.

Principais oferendas: Vela branca, rosa e flores brancas, suas comidas e frutas típicas.

Elemento: Ar. (céu e atmosfera).

Algumas ervas: Tapete de Oxalá (Boldo), Saião (Folha da fortuna), Folha da costa, Malva branca, Cana do brejo, Rosa branca.

Animal: Pomba branca.

Comida: Canjica branca cozida, acaçá, massa de inhame, arroz, milho branco, uva branca, pêra, maçã, obi branco.

Domínio: Céu, Ar, Rios e Montanhas.

Particularidades: Pai de todos os Orixás, ele quem permitiu a todos os Orixás escolherem seus domínios.

Alheio a disputas, brigas, violência, gosta de ordem, da limpeza e da pureza.

Características: Equilibrado, tolerante, calmo, grande respeitabilidade, força de vontade, confiabilidade.

--

Texto extraído do livro "Umbanda de Barracão"

Autor: Pai Alexandre Falasco

Todos os direitos reservados - All rights reserved

Continue lendo nossos artigos e matérias.

Ossain e Oyá regerão 2021

Pai Alexandre Falasco joga búzios no Barracão.

ATENDIMENTO NA QUARENTENA

Saiba como entrar em contato com os médiuns do Barracão.

Olubajé 2019 no Barracão

Tradicional passagem de Obaluaê na casa de Pai José emociona centenas de participantes.

© Copyright 2010 Giras de Umbanda - Todos os direitos reservados