X

Oxum (Nkisi Kisimbi)

Oxum (Nkisi Kisimbi)
Das cachoeiras vem a iabá do ouro.

Orixá da beleza e elegância, do ouro e das riquezas, rainha das águas doces, cachoeiras e soberana nos campos da sedução e da esperteza. Oxum é a responsável pela gestação e é a ela que as mulheres africanas recorrem quando querem engravidar. Foi esposa de Ogum, Xangô e Oxossi, desta última união gerando o príncipe das matas, Logunedé. Corresponde a Kisimbi na tradição Angola, nkisi de beleza ímpar que habita as quedas d'água.

Dia da semana: Sábado.

Saudação: Óòre yèyé Oxum! Óòre yèyé o!

Tradução: "Salve Oxum, nossa mãezinha bondosa!" "Salve nossa mãezinha bondosa!"

Sincretismo: Nossa Senhora Aparecida (12 de Outubro), Nossa Senhora da Conceição (08 de Dezembro).

Cores: azul escuro (Umbanda), amarelo ouro (Candomblé).

Símbolos: leque (abebé) com estrela e espelho.

Onde recebe oferendas: em rios, nascentes e cachoeiras.

Principais oferendas: velas, flores brancas e amarelas, perfumes, adereços, espelhos, suas comidas e bebidas.

Bebida: champanhe.

Elemento: água.

Algumas ervas: catinga de mulata, oriri, mal-me-quer, jasmim.

Animais: arara.

Comida: omolocum, xinxim, ovos, canjica, banana.

Domínio: águas doces.

O que faz: dá riqueza, amor, fertilidade, protege o parto e o bebê.

Características: bonita, elegante, charmosa, doce, possessiva.

--

Texto extraído do livro "Umbanda de Barracão"

Autor: Pai Alexandre Falasco

Todos os direitos reservados - All rights reserved

Continue lendo nossos artigos e matérias.

Olubajé 2019 no Barracão

Tradicional passagem de Obaluaê na casa de Pai José emociona centenas de participantes.

Terreiro fechado?

Orientações do Barracão para esse período de quarentena por conta do Covid-19

Ossain e Oyá regerão 2021

Pai Alexandre Falasco joga búzios no Barracão.

© Copyright 2010 Giras de Umbanda - Todos os direitos reservados