X

Obaluayê (Nkisi Kaviungo)

Obaluayê (Nkisi Kaviungo)
Aquele que detém o poder sobre os mortos e doenças.

Obaluayê, Sapatá, Xapanã, Omolu, nomes para o senhor da morte e das doenças, sobretudo as contagiosas. Temido por isso, mas quem conhece o assunto sabe que apesar de não trazer saúde, tem poderes para levar as doenças embora, divide com Iansã o poder sobre os mortos. É o responsável por receber os mortos após seu desencarne. Obaluayê seria a forma jovem do orixá, enquando Omolu seria a forma velha do orixá. Corresponde aos minkisi Kaviungo e Nsumbu.

Saudação: Atotô Obaluwàiyé Akosì-Sapakta Toto run Jagun! Atotó! A jìí bèrú!

Tradução: "Façamos silêncio em respeito a Obaluayê, Acossi-Sapatá, Jagun!" "Silêncio!" "Nós acordamos com medo!"

Cor: preto, vermelho e branco.

Sincretismo: São Roque (Omolu) e São Lázaro (Obaluayê)

Símbolos: Laguidibá, Xaxará e Brajá de búzios.

Principais oferendas: Pipoca e suas comidas.

Onde recebe oferendas: Cemitérios.

Elemento: Terra.

Algumas ervas: Folha de Omolu (canela de cachorro), pariparoba, mamona, cambará, etc.

Animais: Cão.

Comida: Doburú (pipoca enfeitada com fatias de coco), Ewa Dudu (feijão preto com dendê) Eran Kekerê (carnes em fatias), Dodokindó (banana da terra frita), cuscuz e milho.

Domínios: Os mortos e doenças.

Banhos: com Ossé Dudu (sabão da costa) e ervas guinadas (colônia, saião, manjericão).

--

Texto extraído do livro "Umbanda de Barracão"

Autor: Pai Alexandre Falasco

Todos os direitos reservados - All rights reserved

Continue lendo nossos artigos e matérias.

E Mavile Mavango!

Pontos cantados do Padê do Barracão.

ATENDIMENTO NA QUARENTENA

Saiba como entrar em contato com os médiuns do Barracão.

Festão de 15 anos do Barracão

Um evento para ficar na memória de filhos e simpatizantes da casa.

© Copyright 2010 Giras de Umbanda - Todos os direitos reservados