Hoje é 29/03/17 ,Quarta-Feira, dia de Xangô

Orunmilá

O quase orixá

Por: Leonardo Raposo

O quase orixá

Apesar de não ser considerado um orixá, Orunmilá o “Chefe Conselheiro” como é conhecido, tem grande importância nos cultos aos orixás, responsável pelo Ifá, sistema de adivinhação usado para muitas consultas, entre elas o famoso “tirar a coroa”, onde a pessoa fica sabendo os 4 orixás que regem sua coroa, Orunmilá é o conhecedor do destino das pessoas.
 
Com grande participação na história dos Deuses Iorubás, em um trecho do livro de Pierre Verger – Orixás, Deuses Iorubás na Africa e no Novo Mundo – ele cita algumas aventuras amorosas de Orunmilá com Iemanjá e Oxum.
 
Por não ser considerado orixá, não existe um sincretismo de Orunmilá com nenhum santo católico, embora existam textos que o colocam como o Divino Espírito Santo, porém não é algo oficial, seu dia da semana seria sexta-feira,  único dia da semana em que não se pode abrir a peneira (jogar os búzios).
 
Em alguns itãs relacionados a Orunmilá, pode ser encontrada a presença de Ossaim, que como conhecedor de todas as ervas e suas propriedades tem papel fundamental no jogo de Ifá.
 
Um dos itãs que liga os dois orixás fala que Ossain foi trabalhar nas lavouras para Orunmilá, como senhor das ervas, Ossain se recusou a cortar algumas plantas e ensinou a Orunmilá que aquelas ervas serviam como remedios, desde então Ossain senta-se ao lado de Orunmilá nas consultas a Ifá.