Hoje é 20/08/17 ,Domingo, dia de Oxalá

Ano novo, velhos costumes.

Voluntariado, a verdadeira vocao da Umbanda.

Voluntariado, a verdadeira vocação da Umbanda.

A religio, tida por muitos (que ignoram* sua filosofia) como uma seita de prticas malficas, j provou h tempos que basta olhar para o verdadeiro terreiro umbandista para descobrir que trata-se na verdade de comunidades muito responsveis e exemplos de solidariedade e respeito com a dor do prximo.

No bastassem as interminveis sesses, onde centenas de pessoas so assistidas, ouvidas e aconselhadas, amparadas por palavras de incentivo e conforto, ainda existe um lado social-caritativo realizado por estes mdiuns fora dos terreiros e dos horrios determinados para as giras de atendimento espiritual.

Existem dois pontos em que a Umbanda, primeira e nica religio 100% brasileira, se foca e se destaca. Primeiro com o grande bordo, o verdadeiro mantra entoado por estes seguidores que diz: caridade em primeiro lugar, ajudar a quem precisa, de graa, dedicando boa parte de seu tempo livre a ajudar o prximo (“tempo livre”, j que o verdadeiro umbandista no vive da umbanda e sim PARA ela), prtica conhecida hoje pelo chamado “terceiro setor” onde uma verdadeira indstria comea a se formar, mas que at bem pouco tempo atrs, muitas vezes s o terreiro resolvia, confirmando a velha mxima,” s pobre ajuda pobre”.

Outro ponto, que agora “moda” e a Umbanda sempre praticou e difundiu, a conscincia ecolgica, o cultuar a natureza como sagrada ao ponto de vincular suas divindades como verdadeiras emanaes destas foras e assim venerar uma rvore como se fosse um deus.

Claro, os que “ignoram” vo lembrar-se das sujeiras, restos de bichos mortos envoltos em velas derretidas, largados em cachoeiras e matas, mas isso no e nem nunca foi Umbanda.

Pessoas cometem erros, sejam elas Papas ou Sacerdotes de Umbanda. No estou aqui defendendo uma perfeio no ser humano enquanto umbandista, afinal ser humano, passivo de erro, e assim o ser humano padre, pastor ou pai-de-santo.

Mas antes de existir os “ecologicamente corretos”, antes de existir as ricas organizaes chamadas de “terceiro setor”, muito antes, no to antes como nos tempos em que algumas dessas religies escravizavam negros e queimavam espiritualistas na fogueira da santa inquisio, mas num antes bem mais prximo, j existia uma religio que pensava, de forma simples, em ajudar o prximo e de forma nobre, em cuidar da natureza, como sagrada que .

Desculpem o desabafo, contudo, penso que hora de reconhecer queles que enfrentaram a perseguio das massas por sculos, para defender aquilo que hoje clich de to necessrio para a subsistncia da raa humana.


*ignorar um assunto ser IGNORANTE diante do tema, no um termo pejorativo, s gramtica.