Hoje é 26/04/17 ,Quarta-Feira, dia de Xangô

A Umbanda festeja São Jerônimo.

O Santo é alvo de muita devoção na Umbanda, onde é Xangô.

O Santo é alvo de muita devoção na Umbanda, onde é Xangô.

Por Pai Alexandre Falasco
 
30 de setembro é o dia do padroeiro das secretárias, o santo católico São Jerônimo, conhecido como santo das letras pela sua grande contribuição como tradutor da bíblia para o latim.

O Fato curioso é que São Jerônimo passou a ser comemorado com destaque em outra religião, a brasileira Umbanda, que assim como as demais de matriz africana, coloca o santo como um dos principais de sua teogonia, identificando-o como Xangô, o orixá da justiça.
 
Isso acontece por causa do fenômeno do sincretismo religioso, que une santos com orixás em uma única divindade.

Isso foi herança de nossos antepassados africanos, que proibidos de cultuar seus próprios santos, os Orixás, estes negros escravos identificavam nos santos católicos as características que julgavam parecidas com suas divindades, podendo dessa forma cultuá-los sem represálias por parte dos seus senhores, e São Jerônimo foi sincretizado então, com um dos maiores e mais importantes Orixás do panteão africano, Xangô, o Rei da cidade estado de Oyó, na África.

Desta forma também se justificam as grandes manifestações religiosas e festejos em sua homenagem que acontecem todo dia 30 de setembro para estes religiosos, como a tradicional vigília do Barracão de Pai José, que este ano começa no dia 30/09 (sexta) e só acabará na noite do dia seguinte, na grande festa para a Divindade. Esta vigília perdura 24 horas ininterruptas, onde entidades de todas as giras vêm em terra trazer seu axé ao andor que levará o Orixá, nesta madrugada se realizam oferendas, preces e demais rituais alusivos à divindade.

Na verdade é uma forma de agradecer e renovar nossos pedidos por justiça, paz e saúde, para nós e para a comunidade, restabelecendo o vinculo sagrado com nosso Orixá Xangô, um dos patronos do Barracão.

O destaque da festa fica por conta da tradicional comida de santo, preparada pela Ialorixá Silmara e os belos enfeites que recepcionarão a chegada dos espíritos dos caboclos de Xangô, que acreditamos tratar-se dos mensageiros do Orixá e que incorporam nos médiuns para trazer esta mensagem.
 
Vale lembrar que a vigília é um ritual fechado, sem a participação de assistência, enquanto que a festa é aberta a todos e haverá atendimento das entidades, normalmente, no sábado.

Abaixo, algumas imagens de festas anteriores realizadas no Barracão de Pai José.