Hoje é 26/04/17 ,Quarta-Feira, dia de Xangô

Fim de papo em Jundiaí

Última aula do curso do Barracão falou de mediunidade e incorporação.

Última aula do curso do Barracão falou de mediunidade e incorporação.

Encerrou-se em 30 de março de 2011, com uma palestra sobre mediunidade e incorporação, as aulas da terceira turma do curso Umbanda de Barracão.
 
Foram vários meses se aprofundando nos temas que abordaram desde a história da Umbanda até as práticas religiosas e a doutrina do Barracão, passando pelo estudo das diferentes escolas umbandistas existentes, as comparações com as religiões espiritualistas, a teogonia, as giras, e tudo o que envolve a realização de um trabalho de terreiro bem feito e seus objetivos e postulados.

Não por acaso o tema “incorporação” ficou para o último dia, afinal, este assunto requer todo um conhecimento prévio para ser tratado com o mínimo de propriedade que o mesmo exige.

Nesta ultima reunião, Pai Alexandre Falasco, sacerdote e professor do curso, explicou como se dá, na prática, este fenômeno que permite contato entre espíritos e encarnados, através do veículo chamado MÉDIUM. O “interprete” que transporta as informações do plano espiritual para o nosso pano terreno.

O papel do médium, o que é a mediunidade enquanto instrumento de resgate cármico, o processo de incorporação e irradiação das mensagens e informações, as responsabilidades do médium consciente e os perigos da influência dos médiuns nestas intermediações, foram alguns dos assuntos tratados e explicados de forma simples e direta, visando a total compreensão dos alunos e acima de tudo distribuindo ferramentas para que cada um possa distinguir o que é divino e o que é humano, o que é proveniente dos Guias de Luz e o que claramente trata-se de nossas fraquezas e pensamentos terrenos.
 
“O sentimento que fica é o de saber que pela terceira vez tivemos um grupo assíduo, interessado em aprimorar e aprender mutuamente sobre as práticas umbandistas, com vontade de melhorar seus trabalhos nesse campo, muito feliz por chegar a mais este objetivo, agradeço ao Senhor 7 Estradas por me direcionar a esse compromisso lá atrás, quando eu nem imaginava formar uma primeira turma, quanto mais a terceira, agradeço a ajuda da Mãe Silmara, agradeço a todos que confiaram em mim” comentou Pai Alexandre ao final de mais uma missão cumprida e fazendo alusão ao Guia que solicitou a realização deste trabalho de estudo e aprimoramento tão necessário a médiuns de nossa Umbanda.
 
Além do curso de Umbanda, paralelamente foi feito um trabalho com as crianças do Barracão, que receberam aulas da professora Carla sobre a religião e realizaram atividades que introduzem o conhecimento de nossas raízes, Estas crianças já realizam papel fundamental nos ritos semanais da casa, sobretudo na curimba, e com isso o Barracão conciliou o curso dos médiuns com um trabalho de esclarecimentos aos mais novos, é o futuro da comunidade já sendo trabalhado para uma Umbanda cada vez mais forte e consciente.
 
Fotos Silmara Falasco