Hoje é 26/03/17 ,Domingo, dia de Oxalá

Justiça Feita!

Delegado Paulo Sergio, visita o Barracão com boas notícias.

Delegado Paulo Sergio, visita o Barracão com boas notícias.

Houve um tempo em que delegado de polícia no terreiro era sinônimo de inimigo, de perseguição, de encrenca. Faz tempo que isso mudou.
 
Prova disso foi a recente visita de um grande amigo, o Delegado de polícia do DIG-Jundiaí (Divisões de Investigações Gerais) Dr. Paulo Sérgio, que ao contrário do que acontecia no passado de nossa história umbandista, hoje veio para nos dar a excelente notícia de que as investigações a respeito do golpe virtual, a pouco denunciado pelo Barracão de Pai José, esta em sua fase final. (veja matéria sobre o golpe)
 
Segundo Dr. Paulo, que é um profissional da mais alta qualidade e conhecido por seu empenho e dedicação em prol da verdadeira justiça, uma possível autora dos crimes aqui denunciados foi parar na delegacia.
 
Em uma ação da polícia jundiaiense em conjunto com a policia de Votorantim-SP, a miliante que usava o nome de Mãe Silmara Falasco para aplicar golpes de “amarração para o amor” na Internet, foi recolhida para averiguação, e por ser primária, agora responderá processo em liberdade.
 
Dr. Paulo frisou que, apesar disso, outros suspeitos ainda estão sob investigação, mas tudo leva a crer que esta história está próxima de ter um final, e será um final feliz para os honestos.
 
Queremos agradecer aqui o amigo Dr Paulo Sérgio, e também lembrar que muitas outras pessoas do meio estiveram engajadas em ajudar nas investigações e na difusão do acontecido. Destacamos os amigos Rodrigo Queiroz e Ricardo Barreira que em seu programa de rádio Voz da Umbabna, nos deu oportunidade de divulgar o crime entrevistando Mãe Silmara, a verdadeira e a guerreira, cuja coragem e disposição foi determinante para que o caso não acabasse em pizza. (ouça o programa exibido ao vivo no mês de agosto). Também agradecemos as orientações do advogado Dr. Hédio Silva Júnior, ex-secretário de justiça do Estado de São Paulo, que foi igualmente de muita ajuda com suas orientações e disposição em ajudar.
 
É isso irmãos, como brincam no futebol, não existe mais umbandista bobo. Basta que não fiquemos de braços cruzados diante de abusos deste tipo, que dificilmente seremos forçados a reviver um passado de discriminação, descaso e impunidade perante crimes contra nossa fé.